Orientações Gerais para Pacientes Oncológicos em Relação à Pandemia da COVID-19

Aos pacientes oncológicos, aqueles com doença ativa em tratamento ou aqueles somente em acompanhamento:

  • Não interrompa sob NENHUMA HIPÓTESE seu tratamento oncológico. Converse com seu médico sobre a melhor forma de você continuar realizando o seu tratamento sem correr riscos. Isto inclui cuidados com a frequência e qualidade do tratamento da neoplasia, assim como da prevenção de infecção pelo novo coronavírus.

  • O sucesso do tratamento oncológico depende de muita disciplina. A sobrevida específica do paciente com câncer depende da aderência ao plano terapêutico, e os intervalos de tempo para início ou entre as fases do tratamento são muito importantes. Então, a recomendação é que os pacientes não interrompam o tratamento. O ideal é que conversem com seus médicos e juntos decidam qual caminho seguir neste momento.

  • Se estiver na fase de seguimento da doença, fazendo acompanhamento com exames periódicos, contate sua equipe médica para avaliar se é seguro adiar seus retornos para um período com menor disseminação do coronavírus ou pode-se utilizar o recurso da telemedicina. Através de meios eletrônicos de videoconferência o médico responsável pode te dar o retorno após avaliar os exames  de controle e programar a próxima consulta.

  • Evite contato com qualquer pessoa que tenha sintomas gripais, que esteja em investigação para possível infecção Covid-19.

  • Evite ambientes fechados e principalmente aglomerações.

  • Use sempre máscara enquanto circular pelas ruas ou estiver em ambiente de clínicas e hospitais.

  • Caso o paciente apresente qualquer sintoma gripal suspeito, deve avisar à equipe e a se consulta for imprescindível deve ser priorizada e o paciente. Enquanto aguarda pelo atendimento, deve usar máscara cirúrgica e ficar em ambiente arejado, mantendo distância de outros pacientes.

  • Se apresentar quadro mais severo com febre, tosse seca ou falta de ar, contate seu médico.

  • Permaneça somente o tempo necessário em ambiente de clínicas e hospitais. Dentro do possível, evite contato físico direto, mesmo com o seu médico e a equipe de saúde. Os cumprimentos e abraços podem ser trocados por sorrisos e olhares de respeito.

  • Só leve, no máximo, um acompanhante para um centro de tratamento oncológico. Essa pessoa não pode apresentar qualquer sintoma respiratório ou febre. Tente não variar os acompanhantes.

  • Restrinja visitas hospitalares ao que for estritamente necessário.

Quíron

Clínica Cirúrgica Avançada

Rua Santa Rita Durão, 20,  sala 708

Bairro Funcionários

Belo Horizonte - MG

31  2552-4823

Hospital Integrado do Câncer

Rede Mater Dei de Saúde

 

Hospital Mater Dei Cotorno, 4 andar

Entrada pela Rua Uberaba, 900

Belo Horizonte - MG

 

31  3401-7490

Mais Saúde 

Rede Mater Dei de Saúde

Rua Bernardo Guimarães, 2785

Bairro Santo Agostinho

Belo Horizonte - MG

 

31  3339-9595

© 2016 por Daniel Paulino Santana. Todos os direitos reservados