Obstrução Intestinal

A obstrução intestinal é um bloqueio que impede que alimentos ou líquidos passem pelo intestino delgado ou grosso (cólon). As causas da obstrução intestinal podem incluir faixas de tecido fibroso (aderências) no abdômen que se formam após cirurgias, hérnias,  câncer de cólon,  certos medicamentos ou estenoses de um intestino inflamado causadas por certas condições, como doença de Crohn ou diverticulite.

 

Sem tratamento, as partes bloqueadas do intestino podem morrer por falta de oxigênio, causando problemas graves. No entanto, com atendimento médico imediato, a obstrução intestinal geralmente pode ser tratada com sucesso.

obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte

Sintomas

Os sinais e sintomas de obstrução intestinal incluem:

 

  • Dor abdominal em cólica que vai e vem

  • Perda de apetite

  • Prisão de ventre

  • Vômito

  • Incapacidade de evacuar ou liberar gases

  • Inchaço do abdômen

 

Por causa das complicações graves que podem surgir da obstrução intestinal, procure atendimento médico imediato se tiver dor abdominal intensa ou outros sintomas de obstrução intestinal.

obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte

Causas

As causas mais comuns de obstrução intestinal em adultos são:

 

  • Aderências intestinais - faixas de tecido fibroso na cavidade abdominal que podem se formar após cirurgia abdominal ou pélvica

  • Hérnias - porções do intestino que se projetam em outra parte do corpo

  • Cancer de intestino grosso (cólon)

  • Em crianças, a causa mais comum de obstrução intestinal é a extensão do intestino (intussuscepção).

 

Outras possíveis causas de obstrução intestinal incluem:

 

  • Doenças inflamatórias intestinais, como doença de Crohn

  • Diverticulite - uma condição na qual pequenas bolsas protuberantes (divertículos) no trato digestivo ficam inflamados (diverticulite)

  • Torção do cólon (volvo)

  • Fezes impactadas (fecaloma)

obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte

Pseudo-obstrução

A pseudo-obstrução intestinal (íleo paralítico) pode causar sinais e sintomas de obstrução intestinal, mas não envolve um bloqueio físico. No íleo paralítico, problemas musculares ou nervosos interrompem as contrações musculares coordenadas normais dos intestinos, diminuindo ou interrompendo o movimento de alimentos e líquidos através do sistema digestivo.

 

O íleo paralítico pode afetar qualquer parte do intestino. As causas podem incluir:

  • Cirurgia abdominal ou pélvica

  • Infecção

  • Certos medicamentos que afetam músculos e nervos, incluindo antidepressivos e opióides (derivados de morfina)

  • Distúrbios musculares e nervosos, como doença de Parkinson

 

 

Fatores de risco

As doenças e condições que podem aumentar o risco de obstrução intestinal incluem:

 

  • Cirurgia abdominal ou pélvica, que costuma causar aderências - a causa mais comum

  • Doença de Crohn, que pode fazer com que as paredes do intestino engrossem, estreitando a passagem

  • Câncer que afete o abdome, principalmente o peritônio (carcinomatose peritoneal)

 

Complicações

A obstrução intestinal não tratada pode causar complicações graves com risco de vida, incluindo:

 

  • Morte do tecido. A obstrução intestinal pode interromper o suprimento de sangue a parte do intestino. A falta de sangue causa a morte da parede intestinal. A morte do tecido pode resultar em um rasgo (perfuração) na parede intestinal, o que pode levar à infecção (figura abaixo).

  • Infecção. Peritonite é o termo médico para infecção na cavidade abdominal. É uma condição com risco de morte que requer atenção médica imediata e muitas vezes cirúrgica.

obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte

Diagnóstico

Os testes e procedimentos usados ​​para diagnosticar a obstrução intestinal incluem:

 

  • Exame físico: o médico irá perguntar sobre seu histórico médico e seus sintomas. Ele também fará um exame físico para avaliar sua situação. O médico pode suspeitar de obstrução intestinal se seu abdômen estiver inchado ou dolorido ou se houver um caroço no abdômen. Ele ou ela pode ouvir os ruídos intestinais com um estetoscópio.

  • Raio X (radiografia):  para confirmar o diagnóstico de obstrução intestinal, seu médico pode recomendar uma radiografia abdominal. No entanto, algumas obstruções intestinais não podem ser vistas com os raios-X padrão.

  • Tomografia computadorizada (TC): uma tomografia computadorizada combina uma série de imagens de raios-X obtidas de diferentes ângulos para produzir imagens em corte transversal. Essas imagens são mais detalhadas do que uma radiografia padrão e têm maior probabilidade de mostrar uma obstrução intestinal.

  • Ultra-som: quando ocorre uma obstrução intestinal em crianças, a ultrassonografia costuma ser o tipo preferido de imagem. Em crianças com intussuscepção, uma ultrassonografia normalmente mostrará um "olho de boi", representando o intestino enrolado dentro do intestino.

obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte
obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte

Figura 1: imagem de uma radiografia de abdome com sinais de obstrução intestinal.  Figura 2: imagem de tomografia de um paciente com obstrução intestinal.

Tratamento

O tratamento da obstrução intestinal depende da causa de sua condição, mas geralmente requer hospitalização.

 

Hospitalização para estabilização do quadro

Na chegada ao hospital, é necessário estabilizar o paciente dependendo da gravidade para então iniciar o tratamento. Este processo pode incluir:

 

  • Colocar um acesso em uma veia do braço para que os fluidos possam ser administrados (soro)

  • Colocar um tubo pelo nariz e dentro do estômago (sonda nasogástrica) para sugar o ar e os líquidos e aliviar o inchaço abdominal

  • Colocar um tubo fino e flexível (cateter) na bexiga para drenar a urina e coletá-la para teste

Tratamento para obstrução parcial

A obstrução pela qual alguns alimentos e líquidos ainda podem passar (obstrução parcial), pode não ser necessário de mais tratamento depois de estar estabilizado. O médico pode recomendar uma dieta especial com baixo teor de fibras, que é mais fácil de processar pelo intestino parcialmente bloqueado. Esse é o tratamento conservador ou clínico, sem cirurgia. Se a obstrução não desaparecer por si mesma, pode ser necessária uma cirurgia para aliviá-la. 

 

Tratamento para obstrução completa ou parcial que não melhora com tratamento clínico

Se nada conseguir passar pelo intestino, geralmente será necessária uma cirurgia para aliviar o bloqueio. O procedimento  dependerá da causa da obstrução e da parte do intestino afetada. A cirurgia geralmente envolve a remoção da obstrução, bem como qualquer seção do intestino que morreu ou está em sofrimento com perfuração. Na maioria dos casos, o acesso adequado para tratamento seguro é a cirurgia aberta convencional. Em algumas situações de obstrução bem inicial sem grande distensão do abdome, é possível a realização de acesso através de videolaparoscopia (cirurgia minimamente invasiva).

obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte
obstrução intestinal cirurgiao belo horizonte

Imagens de procedimentos cirúrgicos por obstrução intestinal mostrando pontos de obstrução e alças de intestino bem dilatadas com sinais de iniciais de sofrimento ou isquemia.

Tratamento para pseudo-obstrução

Se os sinais e sintomas são causados ​​por pseudo-obstrução (íleo paralítico), o quadro poder ser acompanhando por um ou dois dias no hospital e tratar a causa, se for conhecida. O íleo paralítico pode melhorar por conta própria. Nesse ínterim, você provavelmente receberá alimentos por meio de uma sonda nasogástrica ou intravenosa para prevenir a desnutrição.

 

Se o íleo paralítico não melhorar por conta própria, pode ser prescrito um medicamento que causa contrações musculares, o que pode ajudar a mover alimentos e fluidos através do intestino. Se o íleo paralítico for causado por uma doença ou medicamento, o médico tratará a doença subjacente ou interromperá a medicação. Raramente, a cirurgia pode ser necessária.

 

Nos casos em que o cólon está aumentado, um tratamento chamado descompressão pode fornecer alívio. A descompressão pode ser feita com colonoscopia, um procedimento em que um tubo fino é inserido no ânus e conduzido para o cólon. A descompressão também pode ser feita por meio de cirurgia.