Hérnia Incisional

IMG_7421.jpg
IMG_0159.jpg
IMG_0769.heic
IMG_7424.jpg

O que é a hérnia Incisional?

Uma hérnia incisional ocorre quando gordura de dentro do abdome ou parte do intestino passa através dos músculos abdominais no local de uma cicatriz cirúrgica. Isso pode acontecer em qualquer cirurgia feita na região abdominal, do esterno até a virilha..

 

Eles acontecem em cerca de 15 a 20 por cento das operações abdominais abertas, com incisões maiores. Certos fatores podem aumentar ou diminuir o risco de desenvolver uma hérnia incisional. Pessoas que passaram por cirurgia abdominal correm o risco de desenvolver hérnias incisionais. Eles são especialmente suscetíveis três a seis meses após o procedimento, quando os tecidos estão cicatrizando a partir da incisão, embora as hérnias possam ocorrer antes ou depois desse período.

Como as hérnias incisionais geralmente ocorrem na parte frontal do abdome, elas são consideradas um tipo de hérnia ventral. Na maioria das ocorrências, apenas o revestimento abdominal se projeta, tornando as hérnias incisionais menos graves do que outros tipos. No entanto, as hérnias incisionais não cicatrizam por si mesmas e requerem tratamento cirúrgico para serem reparadas.

hernia incisional cirurgia robotica belo horizonte
hernia incisional cirurgia robotica belo horizonte

Ilustrações de uma hérnia incisional com protrusão do intestino através do orifício herniário que encontra-se em uma cicatriz de cirurgia.

Quais os sintomas mais comuns?

O sintoma mais notável de uma hérnia incisional é uma protuberância perto do local da incisão. Ela pode ser identificada quando você está em pé ou realizando atividade física, como levantamento de peso. 

Geralmente é mais visível quando você tensiona os músculos, como quando você se levanta, levanta algo ou tosse. Além de uma protuberância visível, hérnias incisionais também podem causar:

  • náuseas e vômitos

  • febre

  • dor ou queimação perto da hérnia

  • dor abdominal ou desconforto, especialmente em torno da hérnia

  • Prisão de ventre

Hérnia redutível vs. irredutível

 

As hérnias são frequentemente categorizadas como redutíveis ou irredutíveis: As hérnias redutíveis podem ser empurradas para dentro. Elas também podem encolher quando você se deita. As hérnias irredutíveis acontecem quando parte do seu intestino entra na hérnia, tornando difícil empurrar a hérnia de volta para dentro. As hérnias irredutíveis podem levar à obstrução intestinal, que pode então levar a uma hérnia estrangulada. Isso requer tratamento imediato. 

Sinais de problemas

Se você suspeitar que tem uma hérnia incisional, converse com seu médico. Procure atendimento de emergência se tiver uma hérnia e apresentar sinais que podem corresponder a uma hérnia estrangulada:

 

  • Náuseas, vômitos ou ambos

  • Febre

  • Dor repentina que se intensifica rapidamente

  • Uma protuberância de hérnia que fica vermelha, roxa ou escura

  • Incapacidade de mover seus intestinos ou eliminar gases

hernia incisional cirurgia robotica belo horizonte

O estrangulamento da hérnia leva à interrupção do fornecimento sanguíneo, sendo uma complicação grave que requer atendimento de emergência.

Quando procurar um medico?

Toda hérnia umbilical deve ser avaliada por um especialista. Consulte o seu médico se você tiver uma protuberância dolorosa ou perceptível na virilha, em um ou ambos os lados. É provável que a protuberância seja mais perceptível quando você está de pé e geralmente pode senti-la se colocar a mão diretamente sobre a área afetada quando faz algum tipo de esforço ou tosse.

Agenda sua consulta aqui se precisa de avaliação médica.

 

Converse com seu médico se você tiver uma protuberância perto do umbigo. Procure atendimento de emergência se a protuberância ficar dolorida ou sensível. O diagnóstico e o tratamento imediatos podem ajudar a prevenir complicações

Quais as causas que podem levar ao surgimento de uma hérnia incisional?

As hérnias incisionais acontecem quando o corte cirúrgico na parede abdominal não fecha corretamente após a cirurgia. Isso pode enfraquecer os músculos abdominais, permitindo que tecidos e órgãos formem uma hérnia.

Várias coisas podem favorecer o surgimento de uma hérnia na cicatriz, incluindo:

  • colocando muita pressão em seu abdômen

  • engravidar antes que o corte cicatrize totalmente

  • voltar às atividades físicas logo após a cirurgia

 

Às vezes, não há um motivo claro para que um corte cirúrgico não cicatrize corretamente. As hérnias são mais prováveis ​​após uma cirurgia de emergência ou cirurgia que requer uma grande incisão. Se as bordas da ferida não estiverem devidamente alinhadas após a cirurgia, a incisão pode não cicatrizar bem, aumentando a probabilidade de hérnia. A técnica usada para fechar a incisão também pode influenciar.

hernia umbilical cirurgia belo horizonte

Atividades que exigem esforço físico como levantamento de peso

podem favorecer o aparecimento de hérnias

Fatores de risco

Vários fatores de risco podem aumentar as chances de desenvolvimento de hérnia após a cirurgia, como:

  • infecção da ferida

  • insuficiência renal

  • diabetes

  • doença pulmonar

  • obesidade

  • fumar

  • certos medicamentos, incluindo drogas imunossupressoras ou corticóides

 

Como posso prevenir o aparecimento de uma hérnia incisional?

Você pode ajudar a diminuir o risco de hérnia, levando o tempo recomendado para cicatrizar após a cirurgia abdominal. As hérnias ainda podem se desenvolver na ausência de quaisquer outros fatores de risco, por isso é importante seguir as orientações médicas para recuperação após qualquer procedimento. Mesmo que se sinta totalmente recuperado, evite exercícios ou outras atividades extenuantes até que seu médico o libere.

Algumas medidas podem diminuir o risco:

  • Mantenha um peso saudável. 

  • Enfatize os alimentos ricos em fibras. Frutas, vegetais e grãos inteiros contêm fibras que podem ajudar a prevenir a constipação e o esforço para evacuar.

  • Levante objetos pesados ​​com cuidado ou evite levantá-los. Se precisar levantar algo pesado, sempre dobre os joelhos - não a cintura.

  • Pare de fumar. Além de seu papel em muitas doenças graves, o tabagismo costuma causar tosse crônica que pode causar ou agravar uma hérnia inguinal.

hérnia inguinal cirurgia BH
hérnia inguinal cirurgia BH
hérnia inguinal cirurgia BH

Hábitos saudáveis como exercícios físicos, dietas e controle de peso orientados por profissionais ajudam na prevenção

Como é feito o diagnóstico de uma hérnia incisional?

Geralmente, um exame físico é tudo o que é necessário para diagnosticar uma hérnia incisional. Seu médico verificará se há uma protuberância na região da cicatriz da cirurgia anterior. Como ficar em pé e tossir pode deixar uma hérnia mais proeminente, você provavelmente será solicitado a se levantar e tossir ou fazer força.

 

Se o diagnóstico não for prontamente aparente, seu médico pode solicitar um exame de imagem, como um ultrassom da parede abdominal e, em alguns casos, uma tomografia computadorizada. Esses exames são mais úteis nos casos de complicações ou de hérnias complexas que exigem um planejamento cirúrgico mais detalhado.

hernia umbilical cirurgia belo horizonte
hérnia inguinal cirurgia BH

Na maiorias dos casos, o exame físico é suficiente para o diagnóstico e o ultrassom da parede abdominal pode ajudar nos casos difíceis

Como é o tratamento de uma hérnia incisional?

 

As hérnias não desaparecem por conta própria e só são tratáveis ​​com cirurgia.

 

Hérnias pequenas ou redutíveis

Se você tiver uma hérnia pequena ou redutível, pode adiar a cirurgia com segurança. Seu médico irá considerar seu histórico médico e outros fatores ao decidir sobre a cirurgia para reparar a hérnia. Se sua hérnia causar pouco ou nenhum desconforto, pode ser seguro observar a hérnia e esperar antes de fazer a cirurgia. É importante notar, porém, que as operações para hérnias maiores podem ser mais difíceis do que as operações para hérnias pequenas. Se você deixar de fazer a cirurgia, há risco de complicações ao longo da vida.

 

Hérnias grandes ou irredutíveis

Se sua hérnia crescer ou se tornar irredutível, você precisará de cirurgia. A opção recomendada geralmente dependerá de seus sintomas, do tamanho da hérnia e de seu histórico médico.

 

Herniorrafia aberta ou convencional

A correção de hérnia aberta envolve uma incisão no local da hérnia. O cirurgião move o tecido, o intestino e outros órgãos que formam a hérnia de volta para o abdômen e fecha a abertura. É recomendado o uso de tela (tela de Marlex) para reforçar o local onde a hérnia se desenvolveu. A tela é fixada ao tecido ao redor da hérnia, onde serão eventualmente absorvidas pela parede abdominal. 

hérnia inguinal cirurgia BH
hernia umbilical cirurgia belo horizonte

Figura 1: tela de Marlex.     Figura 2: herniorrafia convencional. 

hernia umbilical cirurgia belo horizonte

Utilização de tela sob a musculatura.

Correção de hérnia minimamente invasiva - videoparoscopia ou robótica

Neste procedimento que requer anestesia geral, o cirurgião opera através de várias pequenas incisões em seu abdômen. O cirurgião pode usar instrumentos laparoscópicos ou robóticos para reparar sua hérnia. Sua maior vantagem é possibilitar o acesso á hérnia por dentro do abdome sem a necessidade de abri-lo para enxergar lá dentro. 

 

Um pequeno tubo equipado com uma pequena câmera (laparoscópio) é inserido em uma incisão. Guiado pela câmera, o cirurgião insere instrumentos em outras pequenas incisões para reparar a hérnia usando também uma tela sintética e grampeadores para fixação da tela por dentro do abdome.

A cirurgia minimamente invasiva (videolaparoscopia e robótica) revolucionou o tratamento das hérnias da parede abdominal, mas sem dúvida, o grande benefício foi a correção das hérnias incisionais. Especialmente os casos mais complexos, como hérnias volumosas ou recidivadas complexas e pacientes obesos, ganharam muito com a cirurgia robótica. A correção das hérnias exige muitas vezes a realização de suturas que são mais viváveis com a cirurgia robótica.

 

Como visto acima, as hérnias são comumente corrigidas através de cirurgias abertas com grandes incisões, com colocação de telas em camadas mais superficiais da parede abdominal, no subcutâneo, junto à cicatriz da cirurgia. Isto predispõe a uma maior incidência de infecção de ferida, desenvolvimento de seroma (acúmulo de líquido abaixo da pele) e recidiva (retorno) da hérnia, entre outras complicações.

 

A cirurgia minimamente invasiva permite a realização dos mesmos procedimentos através de pequenas incisões. Neste tipo de acesso, as telas são posicionadas em planos mais profundos na parede abdominal, especificamente, atrás dos músculos. Isto traz uma série de benefícios, em especial a taxa de complicações com resultados muito superiores a  médio e longo prazo. Sem citar os ganhos a curto prazo relacionados às técnicas videolaparoscópica e robótica, como menos dor, alta hospitalar precoce e retorno às atividades cotidianas mais cedo.

 

A utilização da plataforma robótica na correção dos defeitos da parede elevou ainda mais a qualidade dos procedimentos. É possível realizar uma verdadeira reconstrução da parede abdominal, através de dissecções muito mais precisas e suturas de qualidade superior. Estudos científicos já demonstram resultados positivos para os pacientes submetidos a herniorrafia incisional por cirurgia robótica, as de reparo mais complexo. O robô ainda permite a correção da diástase do músculo reto abdominal em mesmo tempo, oferecendo melhor resultado funcional e estético da parede. 

 

Apesar dos planos de saúde ainda cobrirem os custos para este tipo e cirurgia, não há dúvidas que o investimento para correção de hérnias mais complexas da parede abdominal vale a pena em virtude dos benefícios listados acima.

hernia.jpeg
25977tn.webp

Desenho esquemático mostrando o posicionamento dos trocartes para correção de uma hérnia incisional por cirurgia robótica e a imagem no momento de uma cirurgia

2301057.jpeg
hernia incisional cirurgia robotica belo horizonte

Um passo da cirurgia onde o defeito herniário é corrigido por sutura com auxílio do robô que viabiliza este tipo de técnica e depois o posicionamento de uma yela pata garantir a correção da hérnia.

Pessoas que passam por um reparo minimamente invasivo podem ter menos desconforto e cicatrizes após a cirurgia e um retorno mais rápido às atividades normais. Os resultados a longo prazo das cirurgias minimamente invasivas e abertas são comparáveis na resolução do problema, porém a recuperação, dor pós-operatória, entre outros, são muito superiores na cirurgia robótica, por exemplo. Saiba mais sobre a cirurgia minimamente invasiva, em especial a robótica, clicando aqui.

 

Tal como acontece com a cirurgia aberta, pode demorar algumas semanas até que você possa voltar ao seu nível de atividade normal.

 

Preparando-se para sua consulta médica

Quando você for ser avaliado pelo seu médico, algumas dicas podem ajudar na sua avaliação:

 

Faça uma lista de:

  • Seus sintomas, incluindo quando eles começaram e como eles podem ter mudado ou piorado ao longo do tempo

  • Informações pessoais importantes, incluindo mudanças recentes na vida e histórico médico familiar

  • Todos os medicamentos, vitaminas ou suplementos que você toma, incluindo doses

  • Perguntas para fazer ao seu médico

  • Leve um membro da família ou amigo, se possível, para ajudá-lo a se lembrar das informações que receber.

 

Para uma hérnia incisional, algumas perguntas básicas para fazer ao seu médico incluem:

  • Qual é a causa mais provável dos meus sintomas?

  • Quais exames eu preciso fazer?

  • Quais tratamentos estão disponíveis e qual você me recomenda?

  • Se eu precisar de cirurgia, como será minha recuperação?

  • Tenho outros problemas de saúde. Como posso gerenciar melhor essas condições juntos?

  • O que posso fazer para prevenir outra hérnia?

  • Não hesite em fazer outras perguntas que você possa ter.

 

O que esperar do seu médico

É provável que seu médico faça várias perguntas, como:

  • Quando seus sintomas começaram?

  • Os seus sintomas permaneceram os mesmos ou pioraram?

  • Você tem dor no abdômen ou na cicatriz do umbigo? Alguma coisa faz a dor piorar ou melhorar?

  • Que atividade física você realiza no seu trabalho? Que outras atividades físicas você pratica regularmente?

  • Você tem histórico de prisão de ventre?

  • Você já teve alguma hérnia anterior?

  • Você fuma ou fuma? Sendo assim, quanto?

  • O que você pode fazer enquanto isso

ATENÇÃO: Procure atendimento médico de emergência se apresentar náuseas, vômitos ou febre, ou se a protuberância da hérnia ficar vermelha, roxa ou escura. Não espere por uma consulta agendada.