A Cirurgia Oncológica 

O Cirurgião Oncológico

O cirurgião oncológico é um cirurgião geral que passou por treinamento especializado em procedimentos para diagnóstico, estadiamento (determinação do estágio do câncer) ou tratamento cirúrgico de tumores cancerígenos. Os procedimentos mais comuns realizados por oncologistas cirúrgicos são biópsias e cirurgia oncológica para remoção de tumores. Eles também podem realizar uma cirurgia para determinar o estágio do câncer e determinar até que ponto o câncer se espalhou. Em certas circunstâncias,  também podem realizar cirurgias preventivas.

 

Em alguns casos, a cirurgia pode ser o único tratamento de que você precisa. Em outras circunstâncias, você pode fazer uma cirurgia e receber tratamentos adicionais, como quimioterapia ou radioterapia. Nesses casos, um oncologista cirúrgico pode ser uma parte importante da equipe de tratamento do câncer.

O grande diferencial de tratar o câncer com um cirurgião oncológico é que, pela sua formação de imersão em centros especializados no tratamento do câncer, ele tem o conhecimento detalhado da história natural dos tumores para se estabelecer o planejamento terapêutico para cada caso e da atuação multidisciplinar de todas as equipes envolvidas no tratamento personalizado do paciente, em cada uma das etapas. Tudo isso para aumentar as chances de sucesso do tratamento.

 

Alguns trabalhos científicos já demonstraram que o cirurgião oncológico é fator prognóstico para o câncer, ou seja, quando pacientes com neoplasia maligna são submetidos a uma cirurgia oncológica pelo especialista, as chances de cura aumentam e caso contrário, as chances diminuem e o câncer tem maior probabilidade de voltar.

Para ser cirurgião oncológico hoje no Brasil, são necessários cinco anos de residência médica após a graduação em medicina. São dois anos em cirurgia geral e mais três em cirurgia oncológica. O título de especialista em Cirurgia Oncológica (antes denominada Cancerologia Cirúrgica) é dado por aprovação em prova aplicada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO), após a conclusão do programa de residência médica. 

TECA titulo.png

Existem diversas sociedades e associações médicas no Brasil e no mundo compostas por especialistas em oncologia, buscando reunir conhecimento e propor diretrizes para o tratamento do câncer em congressos e eventos médicos. No Brasil, a sociedades de maior expressão na área é a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO), entidade maior no país, a qual reconhece e regulamenta a cirurgia oncológica como especialidade médica filiada à Associação Médica Brasileira (AMB)  e reúne os cirurgiões oncológicos especialistas do pais.  Existem também associações com atuação específica de tumores malignos de determinados órgãos, como a Associação Brasileira de Câncer Gástrico (ABCG).

 

Felizmente, vem ocorrendo ao longo dos anos o aumento do número de centros de alta complexidade de referência em oncologia denominados CACONS e UNACONS. Nestes centros é obrigatória a presença de cirurgiões oncológicos para nortear os protocolos de tratamento cirúrgico de pacientes na instituição em questão, segundo a regulamentação do Ministério da Saúde (MS).